Vegetarianos e veganos ficam flácidos por que não comem colágeno? | VIVERDEQUÊ?
Fechar

Inscrição para o Curso: LEITES VEGETAIS - 10 NOV


20.fev
20.fev
Vegetarianos e veganos ficam flácidos por que não comem colágeno?

 

O colágeno é formado por 3 aminoácidos: prolina, lisina e glicina, e é uma das proteínas que constituem nosso cabelo, unhas, ligamentos, tendões e pele. Muitas pessoas ficam com dúvida se em uma alimentação sem carne, a pele ficará sem firmeza ou flácida. Isso é mais um MITO!!!

O nosso organismo é capaz de produzir o colágeno através de aminoácidos ingeridos pelos alimentos. Além dos aminoácidos prolina, lisina e glicina, o corpo também necessita de selênio, zinco, silício, vitamina A, C e E, nutrientes ABUNDANTES numa dieta vegetariana.

Quando alguém ingere o colágeno, precisará digerir esse composto, pois ele é uma proteína, que não pode atingir a corrente sanguínea inteira, pois causa reações alérgicas. Assim, o organismo quebra a proteína em aminoácidos e absorve os que podem ser transformados em qualquer coisa, e às vezes não em colágeno. Não temos o poder de escolher para onde as proteínas formadas por esses aminoácidos irão parar. É provável que o colágeno ingerido seja quebrado em aminoácidos que formarão cartilagem, ao invés de uma pele esticadinha ou unhas mais fortes. Da mesma forma que não é  preciso comer fígado para ter fígado, não é necessário ingerir colágeno para ter colágeno.

Até o momento não existem estudos confiáveis que justifiquem a ingestão do colágeno através de suplementos como albumina de ovo ou alimentos de origem animal que otimizem a formação de colágeno.

Ninguém precisa comer gelatina todo dia para ter pele lisa, unhas e cabelos fortes. Uma alimentação rica em cereais integrais, verduras, legumes, sementes, castanhas e frutas garante a ingestão dos nutrientes necessários para a formação do colágeno.

A melhor maneira de ter pele, cabelo e unhas fortes é consumindo DIARIAMENTE alimentos ricos em proteínas, vitaminas e minerais. As melhores fontes vegetais são: cereais (milho, trigo, aveia, arroz integral, cevadinha, quinoa, amaranto etc), leguminosas (lentilha, feijões, soja, grão de bico), frutas, legumes e verduras.

Referência: Slywitch E. Alimentação sem carne: guia prático: o primeiro livro brasileiro que ensina como montar sua dieta vegetariana. 2ªed. São Paulo: Alaúde Editorial; 2010.

 

  • Adriana Boganha é nutricionista e mestra em Educação em Saúde.
  • Nutricionista ambulatorial do Hospital Adventista de São Paulo.
  • Docente do Curso Técnico em Nutrição e Dietética do Colégio Adventista de Granja Viana e da Escola de Educação Permanente HC – Faculdade de Medicina da USP.
  • Contatos: Facebook



PESQUISAR:

Débora Campos - autora
apoie o blog viverdequê?
quer anunciar no viverdequê?